Acidente vai mudar os treinos do Fundão

Como diz uma piada budista, um jovem havia ganho um belo cavalo e toda a vila comemorou a boa sorte do animal e de seu pai, rico e próspero plantador de arroz. O velho budista sorriu como sempre e disse vamos ver o que traz o cavalo.  Algum tempo depois, o jovem se acidenta e quebra a perna, no que toda a vila se entristeceu pela má sorte do animal e seu dono, etc…. O Velho budista sorriu e disse vamos ver o que traz o acidente. Passa mais tempo, a piada é longa, e uma guerra faz recrutar à força todos os jovens da vila, menos o que estava com a perna quebrada. E o velho budista pentelho ensinou a todos que oscilar as paixões em demasia é perda de tempo e energia

posição do motorista antes de entrar na curva onde atropelou 4 ciclistas e o técnico da equipe ACIG-Portuguesa, na quinta, dia 10 de maio, às 9h da noite. Todos com luzes piscando.

Por isso nada do que digo aqui é definitivo, uma vez que as consequências de um acidente com vítimas oscilam mais que as paixões e muito com expectativas vindouras sendo aceitas. Os treinos no Fundão vão mudar, com certeza, ou vão acabar por falta de ciclista vivo. Da reunião com o vice-prefeito Paulo Mário saiu um acordo para sinalização e faixas pintadas, depois que a pista principal, Avenida Um, sofrer umas adaptações que o hábito de preservar fontes me impede de explicar agora.  Posso afiançar que são mudanças boas para bicicletas e ruim para os carros que pretendem cortar a Linha Vermelha pelo Fundão.

Visão oposta com tempo de chegada do auto até as bicicletas. O inquérito ainda está aberto, quem testemunhou ainda pode colaborar.

A esse acordo já deram sinal verde a Fecierj e a Triathlon Master. A primeira ainda vai acertar uns eventos em outubro, idéia lançada pelo Humberto, ainda no Hospital Souza Aguiar, se recuperando da cirurgia de pinos na tíbia. O  Rogério Trovão, outro ciclista operado, já está em casa. Os dois vão precisar de ajuda em vários sentidos para a longa e dolorosa recuperação. Mas como insiste em nascer o Lótus no lodo, alguma coisa boa vai sair desse terrível acidente. Desde que a Vila participe da alegria e da tristeza com a serenidade do velho budista.

%d blogueiros gostam disto: