Terminal anunciado na Marina da Ribeira

U-Biker estava mapeando quantas empresas já existem na Ribeira, quando viu a placa abaixo. Fica no portão de entrada da Marina da Ribeira, onde havia um bar com música ao vivo e espaço para grandes shows. Uma coisa importante sobre placas de obras públicas. Quanto mais rápido chegam, mais demora a obra. Para concordar com isso basta lembrar da placa do Novo Hospital Paulino Werneck, onde era a Sodinava. Está lá há quatro anos.

( Veja as foto aumentadas, clique nelas com botão direito e abra em nova aba )

Ninguém sabe muito à respeito, na vizinhança. Na Peixaria do Martinho sabem apenas o endereço anunciado, Rua Pires da Mota, 21. U-Biker viu nessa peixaria o kg do Badejo a R$ 26,90. Dá vontade de apoiar um Terminal Público, se fosse outro Brasil, um terminal desses barateava o preço. Na Peixaria Só Ares Marinhos, na Praia da Guanabara, tem Parati a R$ 3, o kg. Os pescadores de lá também nada sabem sobre Terminal Pesqueiro. Expliquei que seria como uma Ceasa, só que de peixes. Eles entenderam que a Ceasa teria agora peixes caso o Terminal viesse para a Ribeira. Deixei pra lá.

Nesta praia da Guanabara, que fica na Freguesia, tem um artista tipo Frans Krajcberg, chama-se Antônio Varela e reaproveita madeiras carcomidas de cupim. É um visionomista, ou seja, procura formas conhecidas em coisas aleatórias, que a natureza faz ou desfaz. Seu estudio é no terreno da casa e o Show Room é na praia mesmo. Podia ser na Marina da Ribeira, se o espaço vingasse para a Cultura.

Já de volta a Ribeira e nosso Terminal – Não – U Biker contou sete grandes empresas com caminhões igualmente grandes no caminho da Casa do Índio, uma excessão humana entre estabelecimentos multi-milionários. Será que a Ribeira agüenta mais uma instalação com milhares de visitantes por dia, por mar e por terra?

%d blogueiros gostam disto: