Ainda falta a grande matéria

Como diria O Nelson, foi um domingo de Regatas.  Só que para o ciclismo. E do ponto de vista de quem vive na Ilha, com céu de brigadeiro. O Globo publicou duas matérias sobre ciclismo no mesmo dia, a primeira na coluna do Joaquim F. como gancho da chegada do segundo Tour do Rio. E a segunda matéria no Globo Ilha, contando a história do Luan, que junto com outros ciclistas – U-biker no pelotão – está fazendo a bicicleta ser vista nas ruas e na mídia da Ilha.

A história de sucesso do Luan Gomes, fundador da ACIG.

Antigo redator e amigo do dono do Globo, Nelson Rodrigues era irmão do jornalista que deu nome e vida ao Maracanã, Mário Rodrigues Filho. Dessa família, uma só família, saiu um time de redatores, produtores, cineasta, repórteres, que iria mudar a visão do futebol para uma quase religião nacional.

Lembrei isso para dizer que  ainda falta A  grande reportagem da bicicleta.  Na verdade, duas. Com a chegada do Tour do Rio vale uma “radiografia” do ciclismo no Brasil. Pouca gente sabe que no Nordeste tem cidades com fãs alucinados por corridas de bicicleta, acho que em João Pessoa. Com certeza o mapa vai mostrar que no Rio o crescimento é exponencial, ano a ano, nos últimos cinco.  E vai mostrar infelizmente o risco de treinar nas estradas, por falta de convivência e sinalização em todo o país.

Tour do Rio na ponte Rio Niterói em 2010

A outra grande reportagem dá prêmio Esso, se a alguém ainda interessa tal honraria. Como funciona – se funciona – o transporte por bicicleta no Brasil. Toda a atenção que a Mídia tem dado à bicicleta está ancorada na questão do Meio Ambiente e na força dos ativistas concentrados nas classes médias, ou mídias, dá quase no mesmo.  Já é um bom começo, mas moda passa.  O MST já foi moda e hoje ninguém mais fala em reforma agrária, passou. Os milhões de andarilhos estão por lá ainda e as terras, vazias.  Ficaram as fotos do Sebastião Salgado e as músicas do Chico Buarque.

Ciclistas que fazem ciclo-rotas

Tem um Brasil de ciclistas que não está na foto nem na canção. Parece que são 40 milhões, 4 vezes o MST.  Se a alguém agradou a minha pauta, levem ao chefe da reportagem. E compre uma bicicleta.

REPORTAGENS NA INTERNET REFORÇAM A TESE

Em Vitória , ES 

Copenhagen das bicicletas

FONTES PARA COMEÇAR

Transporte Ativo 

Pioneiros do ativismo 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: